Petrobras admite que pode faltar gás no Brasil em 6 dias

O diretor Internacional da Petrobras, Nestor Cerveró, admitiu nesta manhã que o Brasil pode enfrentar problemas com o abastecimento de gás vindo da Bolívia entre cinco e seis dias. Segundo ele, o problema se deve à dificuldade no escoamento dos combustíveis líquidos (diesel e gasolina) dentro do território boliviano. Os reservatórios estão perto da sua capacidade limite e, se atingirem este nível, a produção de gás pára, conforme disse o diretor, em entrevista na cerimônia para entrega da plataforma P-47. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva é aguardado para dar início à cerimônia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.