Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Petrobras afirma que não haverá oleoduto Rio-SP

A notícia da construção de um oleoduto que levaria o óleo da Petrobrás da bacia de Campos, no Rio, para São Paulo provocou hoje reação indignada do governo fluminense. A informação foi publicada na coluna do jornalista Anselmo Gois, no jornal O Globo, e desmentida pelo gerente de implantação de dutos da companhia, Davi Almeida Schmidt. ?Com certeza não haverá um duto ligando o Rio a São Paulo. A informação é incorreta?, disse.?A Petrobrás anuncia que vai construir o duto a qualquer preço, ou seja, quer arruinar o Estado do Rio a qualquer preço?, reagiu a governadora do Estado do Rio, Rosinha Mateus, em seu programa na Rádio Tupi AM, contra a suposta decisão da Petrobrás anunciada pelo jornal O Globo. Ela afirmou que vai esperar o anúncio oficial da empresa para decidir o que fará para evitar sua concretização.A governadora, que conseguiu na Assembléia Legislativa várias medidas contra o oleoduto, contou ter autorização de 13 das 19 prefeituras de cidades que receberiam os royalties do petróleo para tomar medidas legais contra o oleoduto. Ela considerou a decisão uma iniciativa do governo federal para prejudicar o Estado do Rio. ?Se o duto é mais caro que o transporte por navio, deve haver outros interesse por trás?, disse ela.O secretário de Energia do Estado, Wagner Victer, disse que a construção do duto seria ?uma declaração de guerra? da Petrobrás ao governo estadual. Segundo ele, a obra seria praticamente inviável, porque ?não teria cobertura técnica, econômica ou ambiental?.

Agencia Estado,

03 de abril de 2004 | 12h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.