Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Petrobrás: ano começa com boa rentabilidade

Os fundos com ações da Petrobrás começaram o ano com boa rentabilidade. Seguindo a forte alta do Ibovespa e a elevação do preço do petróleo no mercado internacional, a ação voltou a ser negociada por um preço acima de R$ 50. Na sexta-feira, as ações ordinárias (ON, com direito a voto) fecharam a R$ 52,30. Desde 27 de dezembro, quando estavam em R$ 47,61, as cotações só subiram, acumulando alta de 9,85%. Seguindo a escalada do papel, os fundos também aumentaram o rendimento acumulado.Segundo a Associação Nacional de Bancos de Investimento (Anbid), os fundos com recursos do FGTS renderam, em média, desde sua formação 53,34%; os fundos com recursos próprios 54,53%. A fracassada tentativa de alteração do nome da empresa não chegou a afetar a ação, por ter durado apenas um dia. Para Angelo Larozi, analista de investimentos da Corretora Souza Barros, o gasto com a troca do nome poderia gerar um desconforto entre os investidores por significar desvio recursos de áreas de onde se obteria maior retorno.A divulgação de um novo recorde na produção diária de barris, aumentando a expectativa de que em três anos todo o petróleo utilizado no País seja produzido em território nacional, também motivou os investidores a buscar os papéis da estatal.

Agencia Estado,

08 de janeiro de 2001 | 15h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.