finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Petrobrás anuncia descoberta em águas profundas da Angola

Presente no país desde 1979, estatal brasileira é hoje uma das maiores operadoras de blocos na nação africana

Agência Estado,

11 de novembro de 2009 | 15h23

A Petrobrás anunciou nesta quarta-feira, 11, uma nova descoberta de petróleo no Bloco 15/06, em águas profundas angolanas, no qual possui 5% de participação, por meio da sua subsidiária Petrobrás Internacional Braspetro. A descoberta ocorreu no poço Cabaça Norte-1, localizado a cerca de 350 quilômetros ao norte de Luanda.

 

Segundo comunicado da estatal, esta é a segunda descoberta anunciada no Bloco 15/06, no qual a Sonangol E.P. é a concessionária, e a Eni Angola, a operadora - com 35% de participação. Os outros parceiros são SSI Fifteen Limited (20%), Sonangol P&P (15%), Total (15%), Falcon Oil Holding Angola AS (5%) e Statoil Angola Block 15/06 AS (5%).

 

O poço Cabaça Norte-1 foi perfurado em uma profundidade de água de 500 metros e atingiu uma profundidade total de 2.830 metros. Durante os testes de produção, o poço produziu acima de 6.500 barris de petróleo por dia.

 

Em 15 de outubro do ano passado, a estatal informou a descoberta de petróleo no poço N'Goma-1, também localizado no Bloco 15/06, a cerca de 350 quilômetros de Luanda. O poço N'Goma-1 foi perfurado até 3.383 metros, em águas de 1.421 metros de profundidade. Este poço foi testado e o óleo produzido apresentou densidade de 22,5º API, superando as expectativas e confirmando o grande potencial do Bloco 15/06.

 

Presente no país desde 1979, a Petrobrás é hoje uma das maiores operadoras de blocos exploratórios no país. No momento, a companhia opera três blocos exploratórios (Blocos 18/06, 6/06 e 26) e participa, como não-operadora, em outros três consórcios (Blocos 2/85, 15/06 e 34) no país.

Tudo o que sabemos sobre:
PetrobrásPetróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.