Petrobras: aplicação com FGTS rendeu 60%

As aplicações em cotas de fundos de ações ON - ordinárias, com direito a voto - da Petrobras com recursos próprios ou do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) com desconto de 20% começaram a render ontem. A cota de hoje, que trará a primeira variação de rentabilidade, só será conhecida à noite ou na segunda-feira de manhã.A cota poderá apresentar valorização de aproximadamente 60% nos fundos que empregaram 100% do patrimônio líquido em ações da empresa. Essa primeira rentabilidade, que será repassada à cota dos fundos Petrobras, será tão expressiva porque vai incluir três ajustes: 1) a valorização de 28,26% do preço da oferta pública pelo governo - de R$ 43,07 -, em relação à cotação média da ação ontem, de R$ 55,24; 2) o desconto de 20% para quem ficar com o papel por um ano, que implica correção adicional de 25% ao valor da cota inicial; 3) a variação da cotação média da ação ontem em relação à cotação média de hoje.São esses três ajustes, juntos, que poderão representar valorização em torno de 60%. Vale lembrar que a cota terá variação de acordo com o desempenho da ação da Petrobras na bolsa. Isso significa que, em um mau cenário, ela poderá apresentar desvalorização.Valores das cotasA maioria dos bancos definiu o valor da cota inicial em R$ 1,00. Assim, se houver a valorização de 60%, a cota de hoje passará para R$ 1,60. Se quiser saber o saldo da sua aplicação, o investidor vai multiplicar o número de cotas pelo valor dela. A cota terá valor diário, que poderá ser consultado nas agências. Os bancos deverão enviar ao cotista um extrato inicial, com o número de cotas adquiridas, e, a cada dois meses, um extrato atualizado da aplicação.Algumas instituições vão adotar o valor de R$ 10,00 para a cota inicial, distribuindo um número menor de cotas aos investidores. Mas, na prática, cada cota valerá mais e, assim, não haverá diferenças. Exemplo: se a valorização for de 60%, a cota de hoje valerá R$16,00. Carteiras fechadasCom a autorização da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) dada na terça-feira, algumas instituições já fecharam suas carteiras e encaminharam as aplicações para outras entidades. É caso da Tática Asset Management e do Banco Liberal, que fechou o fundo de recursos próprios porque sua captação ficou abaixo da esperada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.