carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Petrobras assina acordo de navio-plataforma para Tupi

A japonesa Modec anunciou hoje ter assinado com a Petrobras um memorando de entendimentos para a construção, aluguel e operação do navio-plataforma (FPSO) que fará o projeto piloto das reservas gigantes de Tupi, na Bacia de Santos. Tupi é considerado um megacampo de petróleo, com um volume estimado entre 5 bilhões e 8 bilhões de barris, localizado em uma área muito profunda, sob uma camada de sal (pré-sal), abaixo do leito marinho.O FPSO para Tupi será construído a partir do superpetroleiro Sunrise IV e será batizado de FPSO Angra dos Reis. Com capacidade para produzir 100 mil barris de petróleo, a embarcação será alugada pela Petrobras por 15 anos, com opção de cinco anos adicionais. O cronograma prevê a chegada da plataforma ao Brasil no quarto trimestre de 2010. Além do petróleo, a unidade terá capacidade para produzir 150 milhões de pés cúbicos por dia de gás natural. A capacidade de estocagem de petróleo chega a 1,6 milhão de barris. Segundo a Modec, trata-se da sexta FPSO da companhia em operação no Brasil. "Atualmente, a Modec opera os FPSOs Fluminense, Rio de Janeiro e Cidade de Macaé. Os FPSOs Cidade de Niterói e Cidade de Santos estão hoje em construção, com previsão de iniciar as operações no quarto trimestre de 2008 e em 2009, respectivamente", diz a empresa, em nota oficial. "O piloto de Tupi é de particular importância para nós", diz, no testo, o presidente da companhia, Kenji Yamada. A unidade será conectada a cinco poços, com capacidade adicional de quatro poços no futuro.

NICOLA PAMPLONA, Agencia Estado

27 de agosto de 2008 | 11h33

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoPetrobraspré-sal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.