Antonio Lacerda/EFE - 22/2/2021
Antonio Lacerda/EFE - 22/2/2021

Petrobras assina acordo de R$ 1,4 bi por danos ambientais de vazamento de oleoduto em 2000

Segundo comunicado, assinatura de acordo não implica, por parte da Petrobras, em 'confissão ou reconhecimento jurídico dos danos alegados'

Marcia Furlan, O Estado de S.Paulo

08 de outubro de 2021 | 20h07

Petrobras informou nesta sexta-feira, 8, que assinou hoje acordo de R$ 1,4 bilhão no âmbito das três ações civis públicas que apuram danos ambientais decorrentes do vazamento do Oleoduto Santa Catarina - Paraná (Ospar), ocorrido em 16 de julho de 2000, no município de Araucária, no estado do Paraná.

O valor será pago em quatro parcelas trimestrais, a partir da sua assinatura, e depende ainda de homologação judicial do Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

As ações civis públicas já foram incluídas, segundo a Petrobras, nas demonstrações financeiras do 2° trimestre de 2021, classificadas como perda provável, e estão incluídas nos processos judiciais provisionados de natureza ambiental.

"A companhia ressalta que a assinatura deste acordo não implica, por parte da Petrobras, confissão ou reconhecimento jurídico dos danos alegados, nem de prática de conduta ilícita, referindo-se tão somente ao cumprimento das ações acordadas", diz o comunicado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.