Petrobras assina novo contrato com YPFB para fornecer gás natural no MT

A Petrobras informou nesta quarta-feira que assinou com a estatal boliviana YPFB novo contrato para fornecimento de gás natural à Usina Termelétrica Mário Covas (também chamada de UTE Cuiabá), no Mato Grosso.

Reuters

16 de abril de 2014 | 19h56

O contrato prevê a importação de 2,24 milhões de metros cúbicos por dia de gás natural boliviano. O acordo tem vigência até 30 de agosto deste ano.

"Os 2,24 milhões de m3/dia demandados pela UTE Cuiabá serão entregues por meio do Gasoduto Bolívia-Mato Grosso e se somarão aos 30 milhões de m3/dia que o Brasil já importa do país vizinho através do Gasoduto Bolívia-Brasil (Gasbol)", disse a Petrobras em comunicado.

Segundo a estatal brasileira, a UTE Cuiabá pode retomar suas operações e gerar eletricidade para o Estado do Mato Grosso e o Sistema Interligado Nacional.

As atividades na usina estão interrompidas desde 27 de março, quando se encerrou o antigo contrato entre a Petrobras e a YPFB. A termelétrica, alugada desde 2011 pela Petrobras, possui capacidade instalada de 480 megawatts.

(Redação Rio de Janeiro; JS LB)

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSPETROBRASYPFBCONTRATO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.