finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Petrobras assina protocolo para explorar petróleo em Cuba

A Petrobras deverá voltar a procurar petróleo em Cuba. O presidente da estatal, José Eduardo Dutra, disse ontem que foi assinado há cerca de 15 dias um protocolo de intenções entre a Petrobras e a Empresa Cubana de Petróleo prevendo o intercâmbio tecnológico entre as duas empresas. Ele informou também que o governo cubano sinalizou com a possibilidade de a empresa brasileira retomar o trabalho de exploração de óleo naquele País. Há cerca de cinco anos, disse Dutra, a Petrobras perfurou um poço em território cubano, e agora o governo local está licitando outras áreas de perfuração. "Da mesma forma que atuamos em outros países da América Latina, temos interesse em atuar em Cuba", afirmou Dutra, antes de participar do lançamento no Palácio do Planalto do Programa Petrobras Fome Zero, prevendo a participação da estatal no programa Fome Zero. Segundo ele, ainda não há uma definição sobre quando isso acontecerá.RefinariaDutra disse ainda que não existe nenhuma definição sobre onde será construída a nova refinaria de petróleo no País. "A Petrobras se dispõe a participar desse empreendimento e está conversando com empresas, discutindo parceiros e analisando as diversas alternativas em termos de localização, mas não há nenhuma decisão ainda", afirmou. Na semana passada, com o apoio velado do Palácio do Planalto, o governador de Pernambuco, Jarbas Vasconcelos (PMDB), conseguiu um avanço concreto que pode ser definitivo em sua briga com o Ceará, o Rio de Janeiro e o Espírito Santo para sediar a nova refinaria da Petrobras. A reivindicação do governador pernambucano foi discretamente embutida no texto da declaração conjunta assinada na terça-feira em Caracas pelos presidentes do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, e da Venezuela, Hugo Chávez. Dutra disse que a unidade deverá entrar em operação em 2008 e que, até o ano que vem, será tomada a decisão sobre onde ela se localizará. A Petrobras já dispõe dos recursos para a obra, informou o presidente da estatal. "Não estamos informando o quantitativo sobre cada um dos investimentos da Petrobrás", disse. "Nós temos investimentos previstos para o ano que vem da ordem de R$ 24 bilhões". Segundo Dutra, nesse total estão incluídos, não só projetos projetos de extração e produção, como também de modernização das atuais unidades de refino e a construção de uma nova refinaria. "Nós estamos com um projeto de modernização e ampliação das refinarias atuais da Petrobras para viabilizar um aumento do processamento do petróleo nacional, e isso não é incompatível com uma nova refinaria", afirmou.

Agencia Estado,

01 de setembro de 2003 | 16h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.