Petrobras bate recorde em suas refinarias no mês de abril

A Petrobras processou 1,758 milhão barris de petróleo por dia em suas refinarias em abril. O número representa um novo recorde mensal e contribuiu para a redução de 80% das importações de óleo diesel nos primeiros quatro meses de 2004, divulgou a empresa. "Considerando que 75% desse total foi proveniente dos campos nacionais, a substituição de importação de petróleo representou uma economia de divisas de US$ 1,2 bilhão. O recorde de abril foi 1,2%superior ao de março de 2004, quando foram refinados 1 milhão 738 mil barris/dia", diz nota da Petrobras.A empresa bateu recorde em abril também na produção de óleo diesel, que chegou a 694,2 mil barris/dia, 4,3% mais que os 665,3mil barris/dia em março, que também foram recorde, e 18,6% superior à produção média do último ano (585,1mil barris/dia). A empresa atribui as novas marcas aos dos acréscimos na capacidade das refinarias e ao "processo de melhoria contínua das práticas adotadas pela companhia na busca da excelência operacional, visando a operar com maior confiabilidade e segurança para o patrimônio, o meio ambiente e as pessoas, sem perda de rentabilidade".Segundo a empresas, nos quatro primeiros meses de 2004, as importações de 14 mil barris/dia de diesel foram 80% inferiores às do mesmo período de 2003. E no ano passado também já tinha havido diminuição das importações de diesel, que caíram de 104 mil barris/dia em 2002 para 57 mil barris/dia em 2003. "A importância dessas reduções para a balança comercial pode ser avaliada pelo dispêndio de divisas com essas importações que desceram de US$ 1,1 bilhão em 2002 para US$ 720 milhões em 2003 e, até abril de 2004, estavam em US$ 68 milhões", diz a nota.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.