Divulgação/Agência Petrobrás
Divulgação/Agência Petrobrás

Petrobrás chama BofA para ajudar na venda de US$ 5 bi em ativos, dizem fontes

A companhia já abordou entre 10 e 15 grandes empresas do setor sobre o plano de venda de ativos, entre elas Total, Exxon, BP, Statoil e Shell

Reuters

03 de junho de 2015 | 18h07

LONDRES/RIO - A Petrobrás chamou o Bank of America Merrill Lynch para ajudar a gerenciar seu multibilionário plano de desinvestimentos e já entrou em contato com grandes petroleiras que podem estar interessadas na compra, disseram nesta quarta-feira, 3, três fontes familiarizadas com o assunto.

A Petrobrás, petroleira mais endividada do mundo, com dívida somando US$ 170 bilhões, avalia a venda de fatias de ativos para arrecadar cerca de US$ 5 bilhões, disseram as fontes.

A companhia já abordou entre 10 e 15 grandes empresas do setor sobre o plano de venda de ativos, que pode incluir o repasse da operação de algumas das áreas envolvidas.

A Petrobrás, que já informou planos de vender US$ 13,7 bilhões em ativos secundários entre 2015 e 2016, não respondeu imediatamente aos pedidos para comentar. O BofA Merrill Lynch disse que não irá se manifestar.

Profissionais de bancos de investimentos disseram que grande petroleiras como Total, Exxon, BP, Statoil e Shell já foram contatadas e provavelmente manifestarão interesse nos ativos.

Uma das fontes disse, no entanto, que ainda não foram tomadas as decisões sobre quais ativos estão à venda e se os direitos de operação serão oferecidos, ressaltando que nenhum negócio é certo. (Por Freya Berry e Ron Bousso em Londres e Jeb Blount no Rio de Janeiro)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.