Petrobras coloca contabilidade à disposição da YPFB

A Petrobras da Bolívia colocou seus documentos contábeis à disposição da YPFB, a empresa nacional de petróleo boliviana, que utiliza uma equipe de auditores. Esta disposição foi manifestada pelo presidente da empresa brasileira naquele país, José Fernando Freitas, que garantiu a continuidade na produção das refinarias que administra, "mas em relação ao futuro não coloca suas mãos no fogo, por causa das dúvidas" geradas pelo decreto de nacionalização da exploração do petróleo."Estamos dispostos a receber os auditores com a finalidade de viabilizar e agilizar as negociações com a Bolívia" , disse Freitas à Agência Boliviana de Informação (ABI). Segundo ele, dentro de um processo de negociação é natural que exista uma terceira entidade - a parte do comprador e vendedor. Neste caso, a "terceira parte" é uma equipe de auditores, que se encarregará do tipo de trabalho para estabelecer definições em relação a valores e à produção de gás e petróleo. A ABI informou ainda que a Petrobras investiu no ano passado mais de US$ 1 bilhão, US$ 25,9 milhões a mais do que em 2004.Segundo o principal executivo da companhia, a Petrobras realizou aportes significativos, principalmente para a aquisição de participação na Bloque Entre Rios, no valor de US$ 143,2 milhões de dólares, além de investir em infra-estrutura nas explorações de petróleo de San Alberto e San Antonio.

Agencia Estado,

10 de maio de 2006 | 10h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.