Petrobras: compra direta tem desconto

As ações ordinárias da Petrobras também podem ser compradas com o desconto de 20% com recursos próprios, até o limite de R$ 100 mil. As opções são os fundos, oferecidos por várias instituições, e a compra direta do papel, por meio de corretora. O investimento poderá ser feito até dia 7 de agosto.Os fundos podem investir até 5% de seu patrimônio em títulos públicos federais de renda fixa. A flexibilidade vale para os gestores que não conseguirem comprar 100% das ações reservadas pelos clientes. Na falta de ações da Petrobras, os administradores poderão comprar outras ações que façam parte do Ibovespa. Porém, trata-se de uma possibilidade considerada remota, pois o governo reservou um lote de 27 milhões de ações da estatal para atender ao excesso de demanda.Até o leilão, previsto para 8 de agosto, o rendimento será calculado com base nos juros dos títulos de renda fixa federais. O preço por ação da Petrobras será fixado nesse dia, mas, no máximo, serão pagos R$ 46,40, porque haverá desconto de 20% sobre o valor-teto de R$ 58,00 definido pelo governo. Boa parte das instituições exige investimento mínimo de R$ 300,00. O dinheiro não poderá ser sacado antes de seis meses. No saque entre o 6.º e o 12.º mês, o optante perderá metade do desconto.O valor mínimo para compra direta é de R$ 5 milPara a opção de compra direta do papel, a maioria das instituições exige reserva e valor mínimo de R$ 5 mil. Acima de R$ 100 mil, a compra será pelo preço do leilão institucional, sem direito ao desconto de 20%. Algumas instituições pedem cheque para desconto no ato da reserva; outras vão descontá-lo só no dia do leilão. A compra direta pode ser feita à vista, com desconto de 20%, e a prazo, sem desconto. Uma terceira opção é a aquisição à vista, sem desconto, mas com possibilidade de liquidez imediata. Embora não cobrem taxa de corretagem na aplicação, corretoras exigirão taxa na venda. Há ainda taxa de custódia, de R$ 5,40 por mês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.