Petrobrás conclui venda de refinaria no Japão

A Petrobrás informou ontem que concluiu a venda de 100% das ações da refinaria Nansei Sekiyu para a Taiyo Oil Company, com o pagamento de US$ 165 milhões.

Reuters

30 Dezembro 2016 | 05h03

A petroleira afirmou que o valor ainda está sujeito a ajustes finais.

Em 17 de outubro, a estatal havia informado que o seu Conselho de Administração tinha aprovado a venda da unidade, localizada na ilha de Okinawa, no Japão, por US$ 129,285 milhões.

A transação foi contabilizada no programa de parcerias e desinvestimentos da estatal, que atingiu US$ 13,6 bilhões em 2015-2016 e visa a ajudar a empresa a reduzir seu elevado endividamento.

A meta de vendas de ativos para o biênio ficou abaixo do objetivo de US$ 15,1 bilhões, com a petroleira argumentando que enfrentou barreiras por decisões judiciais que a impediram de completar o programa no prazo.

O montante de US$ 1,5 bilhão de desinvestimentos não realizados será automaticamente incorporado à meta do biênio 2017/2018, que sobe para US$ 21 bilhões, disse a empresa em comunicado na véspera.

O negócio feito no Japão envolve uma refinaria com capacidade de processamento de 100 mil barris por dia de petróleo, 36 tanques que armazenam 9,5 milhões de barris de petróleo e derivados, além de três píeres para carga e descarga de navios e uma monoboia.

A empresa compradora, a Taiyo, atua na importação, exportação, refino e venda de produtos petrolíferos, com sede em Tóquio. / REUTERS

Mais conteúdo sobre:
PetrobrásJapãoTóquio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.