Petrobras confirma que pretende encomendar 40 navios

A Petrobras divulgou nota nesta noite informando que, em reunião realizada ontem com o governo federal, entidades empresariais e representantes da indústria nacional, apresentou a intenção de contratar 40 navios-sonda e plataformas de perfuração semi-submersíveis para operar em águas profundas e ultraprofundas. O plano prevê a construção e o recebimento das novas unidades até 2017, com prioridade de construção no Brasil.Mais cedo, o Sindicato Nacional da Indústria Naval (Sinaval) confirmou que prepara para até o próximo dia 30 um amplo estudo sobre as condições existentes nos estaleiros nacionais de atender a encomenda da Petrobras. A informação de que a Petrobras prepara a megaencomenda foi antecipada ontem pela Agência Estado. Segundo a Petrobras, no momento está sendo preparada licitação para o afretamento de 24 embarcações de apoio às atividades de exploração e produção. Outras 122 embarcações deste tipo serão licitadas no decorrer dos próximos seis anos. A estatal informou que as 146 embarcações serão construídas no Brasil."Os investimentos previstos atendem às necessidades da carteira exploratória e de desenvolvimento da produção da Petrobras e estão alinhados com o planejamento estratégico da companhia no que se refere ao crescimento da produção de petróleo e gás natural", disse a nota.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.