finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Petrobras continua como a maior empresa do Brasil

A Petrobras manteve-se na primeira posição no ranking das 500 maiores empresas do Brasil em 2003, informou hoje a Fundação Getúlio Vargas (FGV). O lucro delas alcançou R$ 61,2 bilhões, o maior registrado desde 1989. Quase um terço se deve-se à estatal do petróleo. Para a FGV, "num ano em que a economia não cresceu, os resultados terminaram sendo muito bons em 2003".A Telemar manteve o segundo lugar. A Companhia Vale do Rio Doce subiu uma posição, do quarto lugar em 2002 para o terceiro. A Telefônica caiu do terceiro para o quarto lugar e a Eletrobrás, que não figurava no ranking anterior, ficou em quinto lugar. A Companhia Siderúrgica Nacional saiu do décimo lugar em 2002 para o sexto lugar. A receita das 500 maiores sociedades anônimas do Brasil cresceu 20,3% em termos nominais em 2003, na comparação com 2002. Quando corrigida pela IGP-DI, a receita cai 2,1%. Na opinião dos técnicos da fundação, "parte dos indicadores pode ser atribuída ao impacto da valorização cambial e da redução dos juros, um ajuste que guarda pouca relação com crescimento de vendas". Os setores que mais se destacaram em 2003 foram "novamente" os voltados para exportação ou com potencial para substituir importações. O faturamento do setor metalúrgico, por exemplo, beneficiado pela combinação de preço e demanda externa, cresceu 2,3% em termos reais e obteve uma rentabilidade de 26,4%, "uma das maiores do Brasil e bem superior à média internacional". Entre os piores desempenhos "estão os dos setores voltados para o mercado interno que, por depender do crescimento de renda do emprego no País, não avançaram no ano passado". Como exemplo, a FGV cita o setor de construção, que registrou queda de 20% nas vendas e rentabilidade negativa de 7,4%. As dez maiores empresas brasileiras20022003PetrobrasPetrobrasTelemarTelemarTelefônicaCompanhia Vale do Rio DoceCompanhia Vale do Rio DoceTelefônicaFurnasEletrobrásBrasil TelecomCSNEmbraerBrasil TelecomEmbratelAmbev/CBBPão de AçúcarBraskemCSNPão de Açúcar

Agencia Estado,

20 de setembro de 2004 | 15h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.