Petrobrás contrata plataforma para Tiro e Sidon com a Teekay

Trabalhos de conversão de um navio tanqueiro na nova plataforma flutuante vão custar US$ 370 mi

Kelly Lima, da Agência Estado,

19 de outubro de 2010 | 14h02

A canadense Teekay Corporation anunciou nesta terça-feira, 19, que assinou contrato Petrobrás para fornecer uma unidade flutuante de armazenamento e descarregamento (FPSO) para as áreas de Tiro e Sidon, campos localizados em águas rasas na Bacia de Santos, bem próximos a Itajaí, em Santa Catarina. A negociação havia sido antecipada pela Agência Estado no dia 16 de setembro.

De acordo com comunicado ao mercado feito pela Teekay, o contrato prevê arrendamento de uma nova plataforma flutuante (FPSO), batizada de Cidade de Itajaí. De acordo com comunicado divulgado pela Teekay, os trabalhos de conversão de um navio tanqueiro tipo Aframax na nova plataforma flutuante estão sendo realizados no estaleiro Jurong, em Cingapura, e vão custar US$ 370 milhões.

O FPSO está programado para entrar em operação no segundo trimestre de 2012, quando começará a valer contrato previsto para um período de nove anos.

Tiro e Sídon foram descobertos em 2008 e são considerados praticamente um único campo por estarem localizados próximos um ao outro e poderem aproveitar apenas um sistema de produção flutuante. O volume recuperável das áreas é de aproximadamente 150 milhões de barris de óleo de boa qualidade, acima da média brasileira, na casa dos 34 graus API.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.