Petrobras contrata três plataformas por US$ 4 bilhões

As ações da companhia norueguesa de serviços petrolíferos Seadrill dispararam depois que a empresa anunciou um contrato de US$ 4,1 bilhões para fornecer três novas plataformas à Petrobras, pelo prazo de seis anos cada uma. Os papéis da empresa chegaram a subir 3,6% na Bolsa de Oslo, mas fecharam com alta de 2,84%, a 145 coroas norueguesas (US$ 28,9).O contrato, que a Seadrill diz ser "um dos mais importantes" que ela já conseguiu, aumenta sua carteira de pedidos para mais de US$ 12 bilhões. Duas das plataformas, a West Eminence e a West Taurus, que estão em construção respectivamente em estaleiros da Coréia do Sul e de Cingapura, serão entregues no quarto trimestre, para iniciar operações no primeiro trimestre de 2009. A terceira plataforma, a West Orion, que está sendo construída pelo estaleiro Jurong em Cingapura, será entregue no segundo trimestre de 2010 para uso no terceiro trimestre. Cada contrato tem abrangência de seis anos, dando ao acordo uma duração total de 18 anos de aluguel.A Petrobras anunciou em novembro a descoberta de grandes reservas no megacampo de Tupi, na Bacia de Santos. As estimativas apontam para o equivalente a reservas de 5 e 8 bilhões de barris de petróleo leve. Além disso, o diretor-geral da Agência Nacional de Petróleo (ANP), Haroldo Lima, afirmou hoje que a área chamada "Pão de Açúcar" pode acumular até cinco vezes o volume de petróleo encontrado em Tupi - informação que a assessoria de comunicação da Petrobras disse que a empresa não comentaria. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.