Petrobras: déficit na balança do petróleo cai em abril

A Petrobras reduziu em abril o seu déficit financeiro na balança comercial de exportações e importações de petróleo neste ano. Segundo o diretor de Abastecimento e Refino da estatal, Paulo Roberto Costa, o déficit até abril ficou em US$ 550 milhões, ante US$ 775 milhões no primeiro trimestre. A expectativa, segundo ele, é de que a estatal feche o ano com balança positiva. "Acreditamos que o déficit passe a ser superávit já a partir de agosto", afirmou o diretor, que participou esta manhã de evento na área social da Petrobras na sua sede no Rio.Segundo ele, a reversão na balança comercial tem se dado por conta do aumento das exportações de petróleo bruto. No mês de março, lembrou, foram exportados 530 mil barris de petróleo. O diretor disse ainda que influenciou de forma positiva nesta balança comercial o fato de as refinarias estarem operando normalmente, o que exigiu uma importação menor. No primeiro trimestre tinha havido uma parada da Refinaria de Paulínia, que contribuiu para a necessidade de importar mais óleo."Estamos com índice excelente de aproveitamento das refinarias", afirmou, completando que já em maio a capacidade de refino nas unidades deve ser superior a 1,8 milhão de barris por dia. "É uma alta performance na capacidade de refino, que contribui para reverter o déficit", disse. R

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.