Petrobras define parceria com petrolífera cubana

Acordo assinado nesta terça prevê avaliação do potencial de blocos na parte cubana do Golfo do México

Kelly Lima, da Agência Estado,

15 de janeiro de 2008 | 16h36

A Petrobras e a Companhia Cubana de Petróleo (Cupet) assinaram nesta terça-feira, 15, pela manhã, em Havana, acordo de cooperação nas áreas de exploração e produção, lubrificantes, refino, manutenção, pesquisa e desenvolvimento e recursos humanos.   Em nota divulgada à imprensa, a estatal informou que foram firmados ainda dois Memorandos de Entendimento específicos para definição de etapas e prazos a serem cumpridos com vistas à análise e viabilização dos projetos nas áreas de exploração e produção e lubrificantes.   Os documentos foram assinados pelo presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, e o diretor-geral da Cupet, Fidel Rivero Prieto, durante visita oficial do presidente Luiz Inácio Lula da Silva a Cuba.   Um dos aspectos mais interessantes para a Petrobras na parceria com a Cupet é que, na área de exploração e produção, o acordo assinado nesta terça prevê a avaliação do potencial de blocos offshore na parte cubana do Golfo do México. Desde o final da década de 90, empresas estrangeiras foram autorizadas pelo governo cubano a operar nesta região. A Petrobras já possui mais de 300 blocos na parte americana do golfo, incluindo descobertas já anunciadas em águas profundas.   O acordo entre as duas petroleiras prevê também a análise técnica e econômica para a construção de uma fábrica de lubrificantes em Havana. Na próxima semana, dois grupos de trabalho da Petrobras estarão em Cuba para prosseguir as conversações sobre os projetos que deverão ser viabilizados pela Petrobras, em parceria com a Cupet.

Mais conteúdo sobre:
PetrobrasPetróleoCuba

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.