coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Petrobras deixará de distribuir combustíveis na Bolívia

A Petrobras comunicou hoje que deixará de operar na distribuição atacadista de combustíveis na Bolívia a partir de 1º de julho, já que o decreto de nacionalização estabelece que esta tarefa deve ser assumida pelo Estado.Em comunicado, a companhia petrolífera afirmou que garantirá a entrega de gasolina e de gasóleo aos postos de gasolina bolivianos somente até o dia 30 de junho.A Petrobras adquiriu em 2001 o direito de distribuição atacadista de combustíveis por cinco anos e opera principalmente em La Paz, Cochabamba, Santa Cruz, Trinidad, Oruro e Tarija.A nacionalização dos hidrocarbonetos decretada em 1º de maio pelo presidente Evo Morales transferiu à empresa estatal Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos (YPFB) a distribuição exclusiva dos combustíveis."A princípio estava previsto que a atividade de distribuição atacadista de combustíveis seria declarada livre a partir de julho de 2006. No entanto, a disposição que outorga à YPFB o monopólio anulou esta determinação", afirmou a Petrobras em comunicado.A empresa acrescentou que sua presença no fornecimento de combustíveis através de seus postos de gasolina "melhorou de maneira substancial a qualidade dos produtos e a atenção ao público".Além da Petrobras, a anglo-holandesa Shell e as bolivianas Pisco, Copenac, Distribución de Petróleos Boliviana e Asociación Accidental Petrolera Santa Cruz também devem suspender seus trabalhos de distribuição atacadista de combustível.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.