Petrobras descarta alteração de preço no curto prazo

O diretor de Abastecimento da Petrobras, Rogério Manso, disse hoje que está descartada qualquer alteração no preço dos derivados num curto prazo. "O acompanhamento muito de perto dos preço que estamos fazendo nos mostra que há equilíbrio. A perspectiva é de estabilidade", comentou. Ele foi questionado sobre a falta de oscilações no preço dos principais derivados este ano, especialmente da gasolina, que teve apenas uma queda. "As oscilações cambiais e do preço do barril de petróleo no mercado internacional acabaram se compensando uma pela outra. Ou seja, quando o dólar aumentava, o preço do barril estava baixo, e vice-versa", explicou. Investimentos serão mantidosO diretor de Exploração e Produção da Petrobras, Gilherme Estrella, disse que está mantido para 2004 o mesmo volume de investimentos que a estatal fez no setor este ano, num total de US$ 4 bilhões. "Qualquer alteração deste valor deverá ser feita para os anos posteriores, a partir de definição na revisão do planejamento estratégico da empresa", informou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.