Petrobrás descarta desabastecimento de gás e energia

O consumo médio de gás natural neste ano, considerando a produção nacional e as importações da Bolívia e de gás natural liquefeito (GNL), ficou em 72 milhões de metros cúbicos por dia, contra uma capacidade instalada de 102 milhões de metros cúbicos/dia. Em novembro, o pico do ano, o consumo foi de 97 milhões por dia.

O Estado de S.Paulo

21 de dezembro de 2012 | 02h13

Mesmo com a pequena margem de diferença entre pico e capacidade instalada, segundo os dados informados ontem pela Petrobrás ao 'Estado', estão afastados os riscos de desabastecimento, afirmou o diretor de Gás e Energia da companhia, Alcides Santoro. Na quarta-feira, a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) alertou para o risco de desabastecimento de energia elétrica e de gás neste fim de ano e no início de 2013. "Não há nenhum risco de desabastecimento de gás e de outros combustíveis que a Petrobrás fornece ", afirmou Santoro. /VINICIUS NEDER E FERNANDA NUNES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.