Petrobrás descobre óleo na Bacia de Campos

Produção estimada é de cerca de três mil barris por dia 

Teresa Navarro, da Agência Estado,

11 de fevereiro de 2010 | 11h47

A Petrobrás concluiu a perfuração do poço exploratório 4-PM-53 em águas rasas (200 metros) no pós-sal da Bacia de Campos. A descoberta abre uma importante frente exploratória à leste das concessões de Pampo e Bicudo. O volume de óleo recuperável é estimado em 25 milhões de barris. Em razão da qualidade e da espessura do reservatório, estima-se que a vazão de óleo do poço será de cerca de três mil barris por dia.

Perfurado a seis quilômetros da PPM-1 (Plataforma de Pampo), com o poço constatou-se uma coluna contínua de 128 metros de óleo de 20 graus API em reservatórios de ótimas características de porosidade e permeabilidade. Como no local já existe infraestrutura de produção instalada, a Petrobrás afirma que o poço irá iniciar a produção ainda este ano. Estuda-se a sua interligação com a plataforma PPM-1 ou com a plataforma P-7, produtora no campo de Bicudo.

Segundo a estatal, a descoberta faz parte da estratégia da empresa de intensificar os trabalhos próximos a campos em produção, e busca aproveitar a capacidade das instalações existentes, diminuir os custos de produção e agilizar a produção de novos volumes de óleo. A companhia afirma que pretende perfurar novos poços na região.

 

A qualidade do petróleo é de 20 graus API, medida internacional que melhora quanto mais se aproxima de 50.

 

(Com informações da Reuters)

 

Tudo o que sabemos sobre:
petróleo, Petrobras, Bacia de Campos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.