Petrobrás divulgará mais tarde resultado da reunião, diz Mantega

Ministro confirmou que Míriam Belchior integrará, provisoriamente, a vaga deixada por Antônio Palocci no Conselho de Administração da estatal

Renata Veríssimo e Eduardo Rodrigues, da Agência Estado,

22 de julho de 2011 | 14h58

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, deixou há pouco nesta sexta-feira, 22, o prédio da Petrobrás em Brasília, onde se reuniu o Conselho de Administração da empresa, mas não quis informar se o plano de investimentos da estatal foi aprovado. "O presidente do conselho não se manifesta sobre isso", afirmou.

Mantega confirmou que a ministra do Planejamento, Míriam Belchior, integrará, provisoriamente, o conselho de administração, na vaga deixada pelo ex-ministro da Casa Civil, Antônio Palocci. A escolha de um membro é feita pela Assembleia Geral Ordinária da Petrobrás, que se reuniu uma vez por ano e que já se reuniu em abril deste ano. Até a decisão da Assembleia a vaga é ocupada por um membro provisório.

Na última quinta-feira, a Agência Estado apurou que a diretoria da Petrobrás se reuniu para bater o martelo para encaminhar ao Conselho de Administração o plano de investimentos da companhia para o período de 2011-2015. Segundo fontes, o valor final deverá ficar entre US$ 225 bilhões e US$ 230 bilhões. O montante é muito próximo do plano anterior, previsto em US$ 224 bilhões para 2010-2014.

Segundo ele, a Petrobrás informará mais tarde sobre o resultado da reunião, no Rio de Janeiro.

Tudo o que sabemos sobre:
PETROBRASPLANOINVESTIMENTOSMANTEGA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.