Petrobras diz que produção em Campos já é de 96%

A Petrobras informou que aprodução na Bacia de Campos está "praticamente normalizada",com 96 por cento da capacidade atingida até as 18h destasegunda-feira. A estatal afirmou também que a redução daprodução é de 63 mil barris por dia. "O Plano de Contingência da Companhia foi implementado comsucesso. A equipe de contingência está habilitada a manter aprodução e garantir a segurança das plataformas", disse aestatal em nota no seu site na Internet. "As plataformas deperfuração operam normalmente." Procurados, representantes do sindicato dos petroleiros nãoforam encontrados para fazer comentários. A Petrobras afirmouno texto que "aguarda a manifestação do sindicato sobre aproposta apresentada na quinta-feira". Mais cedo, o diretor de abastecimento estatal, PauloRoberto Costa, afirmou que até o fim do dia a produção poderiavoltar ao normal apesar da greve dos petroleiros. Costa confirmou que o impacto do primeiro dia de greve dospetroleiros da Bacia de Campos foi de sete por cento, atingindoa produção de três plataformas. "Estamos com as equipes de contingência nas plataformaspara retomar a produção para um nível normal... Até o final dodia, as equipes de contingência devem retornar a produção aonível normal", disse o diretor a jornalistas em evento no Rio. Costa afirmou que as plataformas afetadas pela greve forama P-43, P-47 e P-50. Os petroleiros disseram ter conseguidoparar 33 plataformas, que aos poucos foram sendo assumidaspelas equipes de contingência da Petrobras. Mesmo com a queda de sete por cento na produção, osuprimento do mercado brasileiro não ficou comprometido,segundo Costa. O executivo garantiu que a estatal tem estoquede derivados suficiente para atender o mercado. "Temos estoques para muitos dias. O estoque depende do tipode derivado, se é diesel, se é gasolina ou óleo combustível",disse o diretor da Petrobras sem revelar os níveis do estoquede cada derivado. (Reportagem de Rodrigo Viga Gaier; com reportagem adicionalde Maurício Savarese)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.