bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Petrobras e empresas investirão US$ 5 milhões em Portugal

A Petrobras e as estatais portuguesas Galp e Partex investirão US$ 5 milhões na exploração de petróleo em Portugal. As três empresas assinaram nesta sexta-feira um convênio que cria um consórcio para os estudos, com 50% de participação da Petrobras, 30% da Galp e 20% da Partex. A primeira fase do projeto prevê o reprocessamento de dados existentes sobre o subsolo da região. Depois, informou o gerente executivo da área internacional da brasileira, João Carlos Figueira, os parceiros decidem se contratam novos estudos sísmicos ou perfuram poços exploratórios. A Bacia do Peniche, onde serão realizados os estudos, foi posta em leilão pelo governo português em 2002, mas não houve interessados. "Poços perfurados em águas rasas apontaram a existência de indícios de petróleo e isso é que importa para nós, geólogos", afirmou Figueira, explicando que a estatal não participou daquele leilão porque estava focada em outras áreas na época. Não há produção de petróleo em Portugal e a parceria entre as duas empresas foi celebrada pelo primeiro-ministro daquele país, José Sócrates. "É uma parceria entre o que de melhor há no Brasil e o melhor de Portugal", afirmou. "Hoje, com novas tecnologias, esse acordo poderá um dia virar a página da energia em Portugal", concordou o presidente da Partex Brasil, Álvaro Ribeiro. As três empresas já são parcerias em projetos de exploração no Brasil. Em Portugal, vão avaliar uma faixa de mar a 60 quilômetros da costa portuguesa, com profundidades entre 300 e 3 mil metros. Figueira informou que a análise dos dados começará "imediatamente".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.