Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Petrobras e fundos de pensão discutirão pré-sal

A Petrobras pretende se reunir com os fundos de pensão daqui a aproximadamente duas semanas para discutir os investimentos na exploração de petróleo da camada pré-sal. Segundo o gerente de Relações com Investidores da empresa, Alexandre Fernandes, já ocorreu uma primeira reunião como essa há cerca de uma semana, no Rio de Janeiro. Além da capitalização da Petrobras, serão discutidos os investimentos necessários na cadeia do petróleo nos próximos anos.

NATALIA GÓMEZ, ENVIADA ESPECIAL, Agencia Estado

02 de outubro de 2009 | 18h05

O executivo lembrou que grande parte dos fundos de pensão é acionista da Petrobras. "Tem o processo importante da capitalização para discutir e também, em uma segunda etapa, mostrar as necessidades de investimento aos fundos de pensão", disse hoje, durante o 30º Congresso Brasileiro de Fundos de Pensão, em Curitiba, ressaltando que a cadeia produtiva vai precisar de "bilhões" em investimentos.

A intenção do governo é privilegiar o conteúdo nacional nos equipamentos usados para a exploração das reservas. No início, este conteúdo deve ser de cerca de 30% a 35%, mas vai crescer à medida em que a indústria nacional se preparar para atender a demanda.

Indagado sobre qual será a participação da União nas receitas do pré-sal, o executivo disse que ainda é cedo para dizer, porque isso vai depender de cada bloco de exploração. Segundo o sistema de partilha, vencerá o leilão o consórcio que oferecer a maior fatia do "óleo lucro" para a União. Ele afirmou que a declaração do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, de que esta fatia será de no mínimo 50%, é "precipitada".

Tudo o que sabemos sobre:
pré-salfundos de pensãoPetrobras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.