Petrobras e Petrochina assinam memorando de entendimentos

Acerto tem prazo de vigência de seis meses e objetiva avaliar projetos de exportação de etanol para a China

Agência Estado,

23 de dezembro de 2009 | 14h37

A Petrobrás, sua subsidiária Petrobrás Biocombustível e a estatal chinesa Petrochina International Company Limited celebraram um memorando de entendimentos para a realização de estudos com vistas a analisar a viabilidade técnica e econômica de desenvolver projetos de produção de etanol no Brasil. O acerto, que tem prazo de vigência de seis meses, também objetiva avaliar projetos de exportação de etanol para a China, em parceria entre a Petrochina e a Petrobrás.

 

Em nota, a estatal brasileira afirma que, devido à necessidade de adoção da mistura de etanol à gasolina em uma maior parte do território chinês e à falta de condições para abastecer aquele mercado exclusivamente com produção local, a China pretende não só buscar suprimento, mas também investir em produção própria do produto no Brasil.

 

"Neste sentido, a Petrochina considera a Petrobrás o parceiro natural para tais empreendimentos, devido ao excelente relacionamento comercial entre ambas as empresas e à possibilidade de sinergias", diz a nota. (Equipe AE)

Tudo o que sabemos sobre:
PetrobrásPetrochinaetanol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.