Petrobras e sócios querem modernizar refinaria da Ipiranga

A Petrobras e seus dois sócios na aquisição da Ipiranga - Braskem e Grupo Ultra - formarão um grupo de trabalho para analisar a possibilidade de produção de bens de maior valor agregado na refinaria que pertencia à Ipiranga e foi adquirida pelo consórcio, no Rio Grande do Sul. A informação foi dada nesta quarta-feira, 28, pelo diretor de Abastecimento da estatal, Paulo Roberto Costa.Costa observou que, atualmente, a refinaria produz principalmente nafta para abastecer o mercado do sul do País. A nafta é matéria-prima da indústria petroquímica usada na fabricação de resinas.A afirmação foi feita nesta manhã na Comissão de Minas e Energia, na Câmara, em audiência pública convocada para discutir a operação de compra da Ipiranga pelo consórcio. Até a declaração de Costa, não haviam sido feitas, na audiência pública, nem perguntas nem comentários sobre o fato de empregados das empresas envolvidas no negócio terem utilizado informação privilegiada sobre a operação para lucrar negociando ações da Ipiranga.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.