finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Petrobras e Unipar definem pólo petroquímico do Sudeste

A Petrobras e a Unipar informaramnesta sexta-feira que concluíram negociações para a formação deuma sociedade petroquímica que vai consolidar as operações dasempresas na região Sudeste. As duas companhias informaram que irão contribuir comdiversos ativos de suas titularidades para a formação da novasociedade. "As ações ordinárias a serem emitidas como consequência daintegração dos ativos descritos na sociedade petroquímica serãodetidas na proporção de 60 por cento pela Unipar e 40 por centopela Petrobras", informou comunicado conjunto das empresas. A Petrobras entrará com sua participação acionária naSuzano Petroquímica (97,3 milhões de ações ordinárias e 75,2milhões de preferenciais) e com a participação na PetroquímicaUnião (PQU), detida por sua subsidiária Petroquisa (8,7 milhõesde ações ordinárias e 8,7 milhões de preferenciais). A Unipar vai contribuir para a nova sociedade com 380milhões de reais a serem utilizados na aquisição das seguintesparticipações na Riopol: 211,9 milhões ações ordinárias e 48preferenciais de titularidade da Petroquisa e 203,2 milhões deações ordinárias e 46 preferenciais de titularidade da Suzano. Ela também vai incluir suas participações na Rio Polímeros,na Petroquímica União, na Unipar Divisão Química e naPolietilenos União. Mais cedo nesta sexta-feira, a Petrobras e a Braskem haviamdivulgado acordo para consolidação do pólo petroquímico naregião Sul. (Por Marcelo Teixeira)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.