Petrobras e Vale devem investir na Cidade da Energia

O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), Luiz Aubert Neto, anunciou hoje que Petrobras Bionergia e Vale Energia, braços de energia renováveis das duas maiores companhias brasileiras, deverão investir na Cidade da Energia, a ser construída em São Carlos (SP). O projeto, realizado pela Abimaq, pelo governo federal e pela prefeitura da cidade paulista, pretende ser um polo de estudos em novas fontes de energia, bem como sediar feiras do setor e da própria entidade.

GUSTAVO PORTO, Agencia Estado

16 de setembro de 2009 | 16h02

"Fizemos os contatos e temos indicação forte de que as duas empresas irão participar desse projeto, tanto é que a Vale Energia já se associou à Abimaq", revelou Aubert. "Já com a Petrobras Bioenergia temos um contato antigo e eles serão parceiros nossos", completou o presidente da Abimaq.

No projeto da Cidade da Energia deverão ser investidos R$ 87 milhões, com R$ 59 milhões a cargo do governo federal, dos quais R$ 21,4 milhões liberados ainda este ano. Outros R$ 23 milhões serão investidos pela Abimaq e o restante pela Prefeitura de São Carlos. A primeira verba federal liberada será utilizada na duplicação da rodovia Guilherme Scatena, que dá acesso à área concedida pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) para a construção do empreendimento. Do dinheiro também será usado em obras de infraestrutura, como redes de água, luz, esgoto e telefonia.

De acordo com o presidente da Abimaq, em três meses o projeto deve ter sua fase de estruturação finalizada e os parceiros serão anunciados. A Cidade da Energia deve ser inaugurada, ao menos parcialmente, em setembro de 2010, com um congresso sobre bionenergia. Em 2011, uma feira sobre energia renovável está prevista no local.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.