Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Petrobras e Vale levantam índice de volta aos 55 mil pontos

No rastro da recuperação acentuadadas matérias-primas, empresas domésticas ligadas a petróleo,mineração e siderurgia conduziram a Bolsa de Valores para amaior alta diária do mês. O Ibovespa subiu 3,24 por cento, para 55.377 pontos. Namáxima, o índice chegou a exibir a maior alta em 11 semanas. Para profissionais do mercado, o giro financeiro de 4,7bilhões de reais, em linha com a tímida média diária recente,denunciou que o movimento foi pontual e não uma tendência dereação do índice, que ainda tem queda de 7 por cento no mês. Novos sinais de desaceleração da alta dos preçosdomésticos, recuperação dos mercados globais de matérias-primascomo petróleo e metais, e movimento positivo em Wall Street.Com esse pano de fundo, os investidores foram às compras. Um dos alvos foi Vale, segunda ação mais importante doIbovespa, que deu um salto de 7 por cento, a 37,90 reais,seguindo a tendência registrada por suas pares internacionais,como BHP Billiton, Anglo American e Xstrata. O setor de siderurgia pegou carona no movimento, sobliderança das ações preferenciais da Usiminas, com avanço de6,6 por cento, para 56,11 reais. Companhia Siderúrgica Nacionalveio logo atrás, subindo 5,4 por cento, a 53,80 reais; seguidade perto por Gerdau, que fechou o dia valendo 29,10 reais, comincremento de 5,05 por cento. Individualmente, a ação da MMX foi ainda mais longe,decolando incríveis 30,8 por cento, para 14 reais. "Isso tem a ver com o anúncio da compra da London Miningpela ArcelorMittal", disse André Simões, gerente de fundos doModal Asset Management. A maior produtora mundial de aço, a ArcelorMittal, anunciounesta quarta-feira a compra da mineradora de ferro LondonMining Brasil por 810 milhões de dólares. Segundo Simões, anotícia provocou imediata alta da MMX, mineradora comcaracterísticas parecidas com a London, mas que está bem maisdepreciada no mercado. No caso de Petrobras, uma alta de apenas 1 por cento dobarril de petróleo em Nova York foi suficiente para fazer aação disparar 4,84 por cento, a 34,21 reais. Nem o relatório mostrando que a produção da companhia emjulho cresceu menos do que as projeções, produzindo comentáriosnegativos de analistas, conseguiu minar o otimismo do mercado. O petróleo também elegeu o destaque negativo da sessão, aação preferencial da Gol, que caiu 2,6 por cento, para 14,30reais.

ALUÍSIO ALVES, REUTERS

20 de agosto de 2008 | 18h44

Tudo o que sabemos sobre:
BOVESPAFECHAFINAL

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.