Petrobras eleva preço do querosene de aviação em 10,4%

A Petrobras reajustou a partir de hoje seu querosene de aviação (QAV) em 10,4%. É o segundo reajuste do produto em 2005, mas o primeiro havia sido uma redução de 4,6% nos preços, no início de janeiro. O diretor de abastecimento da estatal, Roberto Costa, disse que a alteração no preço foi necessária devido aos ajustes do mercado internacional verificado nos últimos dias. "Há muita volatilidade no preço do barril. Pudemos verificar uma queda no início do ano e uma nova alta nos últimos dias. Estamos acompanhando isso", disse.O diretor ressaltou que a Petrobras vai manter para a gasolina e o diesel a política de preços do ano passado. "É uma opção da empresa tratar esses dois combustíveis, bem como o GLP, de maneira diferenciada, olhando o mercado a longo prazo. Não queremos repassar alterações abruptas do preço do barril do petróleo para esses produtos", afirmou Costa em entrevista coletiva após participar de evento na sede da estatal no Rio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.