Petrobras espera ter licença prévia do Comperj até março

A Petrobras espera obter a licença prévia para implantação do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) até 31 de março deste ano, segundo o balanço de um ano do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). O Comperj será composto por uma refinaria com capacidade para processamento de 150 mil barris por dia de petróleo pesado, cujas frações serão separadas e utilizadas também na produção de petroquímicos. No segundo semestre, a Petrobras pretende iniciar as obras do complexo, bem como licitar o projeto de engenharia da refinaria e da unidade petroquímica.Segundo o balanço do PAC, a previsão de início de operação do Comperj em 2012 está mantida. A Petrobras prevê investimentos de R$ 5,5 bilhões no período de 2007 a 2010 e de mais R$ 13,65 bilhões após 2010 no empreendimento, que tem como acionistas a estatal, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o Grupo Ultra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.