Antonio Lacerda|EFE
Antonio Lacerda|EFE

Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

'Petrobrás está em trajetória firme de recuperação', diz Parente

Na opinião do presidente da estatal, os dois últimos anos foram os piores da história da companhia, mas medidas foram tomadas para reverter esse cenário

Fernanda Nunes, Mariana Durão e Vinícius Neder, O Estado de S.Paulo

24 de outubro de 2016 | 12h35

RIO - A Petrobrás está em "trajetória firme de recuperação", mas ainda há uma distância até que as metas de recuperação sejam completamente cumpridas, afirmou o presidente da companhia, Pedro Parente, há pouco em palestra de abertura da Rio Oil & Gas, no Riocentro.

Segundo ele, os dois últimos anos foram os piores da história da companhia. Mas, medidas foram tomadas para reverter esse cenário, como a formação de um novo conselho e nova diretoria e um programa de desinvestimento "ambicioso", disse Parente.

O presidente da Petrobrás ainda elogiou o presidente da República, Michel Temer, também presente ao evento. "Parte dos resultados se deve à visão e iniciativa do presidente, por oferecer condições de desenvolvimento do setor", afirmou Parente.

O executivo elogiou a decisão do Congresso de acabar com a exclusividade da operação no pré-sal da Petrobrás e abrir a liderança da região para outras petroleiras. De acordo com ele, sem essa medida, o investimento no setor seria retardado, porque a Petrobrás não teria como arcar com todos os custos. "O pré-sal deve atrair bilhões em investimento nos próximos anos, da Petrobrás e da iniciativa privada", disse.

O presidente da estatal ainda pediu mudanças na política de conteúdo local, para que os fabricantes de equipamentos nacionais sejam premiados pela competitividade e não tenham reserva de mercado. Segundo Parente, a Petrobrás está ao lado da indústria local. "O que mais geraria emprego e renda? Produzir apenas para as empresas daqui no mercado fechado ou fornecer para exportações", questionou.

Tudo o que sabemos sobre:
PetrobrásPedro ParenteMichel Temer

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.