Petrobras estreita planos com Venezuela e confirma refinaria

A Petrobras reafirmou nesta terça-feira que construirá uma nova refinaria no País, em parceria com a companhia Petróleos da Venezuela (PDVSA). "A nova refinaria está incluída no plano e deve entrar em operação entre 2010 e 2011, no nordeste do país. Ainda não há uma definição sobre o lugar", disse o presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli.O executivo realizou uma teleconferência hoje com investidores e operadores de mercado, para expor detalhes do plano de negócios apresentado pela Petrobras no fim de semana passado.Gabrielli disse que a Petrobras e a PDVSA assinaram vários acordos confidenciais para projetos em estudo. Os acordos "pressupõem um grande aumento em nossas atividades de prospecção e produção na Venezuela", disse, ao explicar que a Petrobras se propôs a procurar e extrair petróleo em campos terrestres e marítimos na Venezuela.Primeira definição formalA construção de uma refinaria entre as duas principais petrolíferas da América do Sul é um projeto antigo, que avançava e regredia. Esta é a primeira definição formal do projeto como um negócio da Petrobras.Representantes dos Governos de Brasil e Venezuela negociaram a construção de uma refinaria com capacidade para processar entre 200.000 e 250.000 barris por dia (bpd) de petróleos pesados, num investimento de cerca de US$ 2,5 bilhões.O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, quer a refinaria em Recife, em honra a Abreu Lima, herói das tropas de Simón Bolivar. Na segunda-feira, em entrevista coletiva para apresentar o plano, Gabrielli esclareceu que a companhia também estuda construir a refinaria em Sergipe, Rio Grande do Norte, Ceará ou Maranhão, além de Pernambuco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.