Petrobras estuda alternativas ao uso de gás

A Petrobras estuda outras alternativas de combustível que poderiam ser usados em uma situação de emergência, caso haja desabastecimento de gás natural no mercado interno brasileiro. A informação é do gerente executivo de Operações e Participações de Gás e Energia da Petrobras, José Maria Carvalho.Embora reiterando que a estatal considera a situação na Bolívia como "momentânea" e fruto de "um ato político que vai ser resolvido", o gerente admitiu que há alternativa de outros combustíveis no caso de desabastecimento de gás. Entre os citados por ele, estão óleo diesel, óleo combustível e até mesmo o GNL (Gás Natural Liquefeito), que seria utilizado por meio de regaseificação.Entretanto, o executivo fez questão de afirmar que a hipótese de desabastecimento não é considerada pela Petrobras. No momento, a estatal assegura que tanto o volume do produto, no mercado interno, quanto o preço do gás não serão modificados. Ele considerou ainda que o que a Petrobras quer é o cumprimento de contratos que têm validade até 2019. "No momento a Petrobras não cogita aumento de preços. Estamos mantendo o preço e o volume de gás", reforçou.O gerente estava presente na cerimônia de certificação de trabalho da área de gás e energia da Petrobras, pelo Instituto Bureau Veritas Quality International (BVQI) do Brasil, por atender requisitos de qualidade na medição de gás natural. De acordo com o BVQI, a estatal é a primeira empresa na América Latina este tipo de atestado. A cerimônia ocorreu na Firjan.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.