Petrobras estuda navio para garantir oferta de gás natural

Estatal pode contratar terceiro navio regaseificador para atender demanda

Agencia Estado

14 de junho de 2007 | 16h48

O presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, disse nesta quarta-feira, 13, que há possibilidade de a empresa contratar um terceiro navio regaseificador de Gás Natural Liquefeito (GNL). Gabrielli disse que essa possibilidade ainda está em estudo, mas adiantou que essa embarcação teria capacidade para regaseificar cerca de 14 milhões de metros cúbicos diários de GNL.A estatal já contratou dois navios regaseificadores. O primeiro deverá começar a operar em abril ou maio de 2008 e o segundo, no início de 2009. Essas unidades fazem parte do projeto da empresa de aumentar a oferta de gás natural no País, para atender a demanda das usinas termelétricas. As duas primeiras unidades ficarão no Rio de Janeiro e no Ceará. Somadas, elas terão capacidade de regaseificar 20 milhões de metros cúbicos por dia.Gabrielli não adiantou onde poderia ficar a terceira unidade. Ele deixou no meio da manhã o seminário da Confederação Nacional da Indústria (CNI) sobre gás natural e foi à Câmara dos Deputados, para uma audiência pública na Comissão de Minas e Energia, para falar os planos de investimento da empresa.

Mais conteúdo sobre:
Petrobrasgásoferta

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.