Petrobras faz assembleia para aumentar capital em junho

O conselho de administração da Petrobras convocou assembleia geral extraordinária para o dia 22 de junho para deliberar sobre alteração dos artigos do Estatuto Social que definem o capital autorizado da companhia, limitando o valor total e a quantidade máxima de ações a serem emitidas e delegando ao conselho de administração a aprovação do aumento de capital. A empresa propõe a alteração de limites dos atuais 200 milhões de ações preferenciais (PN) para 2,4 bilhões de papéis, mantido o montante atual de R$ 60 bilhões. Já no caso das ordinárias (ON), a quantidade máxima de ações seria de 3,2 bilhões ONs, ou R$ 90 bilhões.

EQUIPE AE, Agencia Estado

21 de maio de 2010 | 11h03

Assim, a companhia espera que os acionistas aprovem a alteração dos limites de capital autorizado de um total de R$ 60 bilhões para R$ 150 bilhões, sendo que o número de ações, somadas ON e PN, passe de um limite de 200 milhões para 5,6 bilhões de papéis. A empresa ressalta que os limites submetidos à AGE não representam o valor da oferta pública de ações a ser realizada.

Tudo o que sabemos sobre:
Petrobrasassembleiacapitalização

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.