SANDRO VOX | PAGOS
SANDRO VOX | PAGOS

Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Petrobrás fecha acordo para encerrar 4 ações em NY e prevê gasto de R$ 1,1 bi

Valor também inclui as despesas estimadas com outras negociações em andamento; 23 processos, além de uma ação coletiva, ainda tramitam

Renato Carvalho, O Estado de S.Paulo

21 de outubro de 2016 | 21h09

A Petrobrás anunciou nesta sexta-feira que o Conselho de Administração da companhia aprovou a celebração de acordos para encerrar quatro ações individuais contra a estatal que estão em andamento na Corte Federal de Nova York, nos Estados Unidos. Os acordos foram celebrados com a PIMCO Total Return Funds, Dodge & Cox International Stock Fund, Janus Overseas Fund e Al Shams Investments.

Por conta destes acordos, a Petrobrás vai reconhecer, nos resultados relativos ao terceiro trimestre de 2016, provisão que vai levar em conta o acordo e também o estágio de negociações em andamento com outros autores de ações individuais. A companhia estima que o valor da provisão será de US$ 353 milhões (cerca de R$ 1,1 bilhão).

A estatal lembra que essas quatro ações tramitam em conjunto com outras 23, além de uma ação coletiva contra a Petrobrás em Nova York. A companhia afirma que no momento, não é possível fazer uma estimativa confiável sobre o desfecho desta ação coletiva.

A PIMCO é uma das maiores detentoras de bonds do Sistema Petrobrás, e a Dodge & Fox é um dos maiores acionistas da companhia.

Em Fato Relevante, a Petrobrás afirma que os termos dos acordos são confidenciais, e que eles não constituem qualquer reconhecimento de responsabilidade por parte da empresa, que continuará sua defesa nas demais ações em andamento. 

Tudo o que sabemos sobre:
PetrobrásEstados UnidosNova York

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.