Marcos Arcoverde/Estadão
Marcos Arcoverde/Estadão

Petrobrás firma contrato de R$ 1,95 bi para construção de unidade de gás natural no Rio

Unidade integra o projeto Rota 3, para escoamento da produção de gás natural de campos do pré-sal da Bacia de Santos

Luana Pavani, O Estado de S.Paulo

29 Março 2018 | 09h59

A Petrobrás anunciou um contrato para a construção da Unidade de Processamento de Gás Natural (UPGN) em Itaboraí (RJ), no valor de R$ 1,95 bilhão com a Sociedade de Propósito Específico (SPE) formada pela chinesa Shandong Kerui Petroleum e pela brasileira Método Potencial. Em comunicado, a estatal destaca que a unidade integra o projeto Rota 3, para escoamento da produção de gás natural de campos do pré-sal da Bacia de Santos.

A previsão é de que as obras tenham início ainda no primeiro semestre e entrada em operação no segundo semestre de 2020.

Esta UPGN será a maior do País, com capacidade de até 21 milhões de m³ por dia. "O projeto irá ampliar expressivamente a infraestrutura de escoamento e processamento de gás do pré-sal, que passará de 23 milhões para 44 milhões de m³ por dia e contribuirá para reduzir a necessidade de importação de gás natural", segundo a Petrobrás.

+ Petrobrás prorroga prazo de desligamento de unidades de fertilizantes

O projeto Rota 3 envolve também construção de um gasoduto com aproximadamente 355 quilômetros de extensão, sendo 307 quilômetros de trecho marítimo – já construído – e 48 quilômetros de trecho terrestre, que escoará o gás natural do Polo Pré-Sal da Bacia de Santos até a UPGN.

Mais conteúdo sobre:
Petrobrás Gás Natural Açu

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.