Petrobrás importa 600 mil barris de gasolina para demanda interna

Estatal deve encerrar 2011 com média diária de 30 mil barris importados de gasolina

Kelly Lima, da Agência Estado,

26 de setembro de 2011 | 18h47

O diretor de Abastecimento da Petrobrás, Paulo Roberto Costa, disse nesta segunda-feira, 26, que a companhia já importou uma segunda carga de 600 mil barris de gasolina, para suprir a demanda interna. Segundo ele, a Petrobrás deverá encerrar 2011 com uma média diária de 30 mil barris de gasolina importados, ante uma média de 7 mil barris por dia no ano passado. No primeiro semestre, já haviam sido importados 2,5 milhões de barris, ante 3 milhões de barris no ano passado.

Além do crescimento do consumo do combustível - em torno de 10% sobre o volume vendido ano passado - há ainda a redução da mistura de anidro na gasolina - de 25% para 20% - que deverá pressionar ainda mais a demanda a partir do dia 1º de outubro.

"Além destas duas cargas acredito que vamos precisar importar bem mais", disse o diretor em entrevista realizada há pouco, logo após ele participar de evento que marcou a adesão dos municípios localizados no entorno do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) ao Convênio Excelência na Gestão de Investimentos.

Assinado entre a Petrobrás, a Caixa Econômica Federal, o Ministério das Cidades e a Fundação Getúlio Vargas, o convênio busca viabilizar a implementação de projetos de infraestrutura nos municípios da região, que serão diretamente impactados pelas obras do Comperj. Segundo o diretor, o convênio visa preparar os municípios para apresentarem projetos pertinentes para aproveitar os recursos destinados à infraestrutura. Inicialmente, a Caixa Econômica Federal conta com recursos de R$ 1,2 bilhão para estas obras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.