Petrobras não perde mantendo preços de combustíveis, diz diretor

O diretor financeiro da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, afirmou nesta segunda-feira que a estatal ?não está perdendo dinheiro? por adotar a política de manutenção dos preços dos combustíveis nas refinarias, apesar da alta internacional do petróleo. ?Se (o preço internacional do petróleo) ficar alto por muito tempo e a Petrobras não reajustar os preços dos combustíveis, aí vai perder dinheiro?, disse, didaticamente, em entrevista ao final da solenidade de posse do advogado Marcelo Trindade na presidência da CVM.Gabrielli explicou que a Petrobras está olhando também outros fatores para decidir se reajusta os combustíveis, como o início do verão no hemisfério Norte e operações de ´hedge funds´ nas bolsas internacionais de petróleo. O executivo ressaltou que a alta do petróleo é recente. "Estávamos com os preços bastante alinhados com o preço internacional há um mês", disse. "Quatro semanas para a indústria de petróleo não é muita coisa", afirmou. Ele lembrou, ainda, que 98% do refino da Petrobras é feito no mercado brasileiro.Dependendo do comportamento do mercado externo, a Petrobras poderá adotar uma tática de fazer "captações oportunistas" no exterior, aproveitando oportunidades para melhorar o perfil da sua dívida, informou também Gabrielli. Ele observou que a empresa não precisa captar recursos porque já tem US$ 9,5 bilhões em caixa, o que é suficiente para as suas necessidades este ano. "Mas havendo oportunidade no mercado para reduzir os custos e alongar os prazos da nossa dívida, vamos aproveitar", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.