Petrobras não perdeu dinheiro na Bolívia, diz Gabrielli

Segundo presidente da estatal, dinheiro investido no país já foi recuperado

Agencia Estado

14 de junho de 2007 | 16h48

O presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, disse nesta quarta-feira, 13, que a estatal petrolífera "não perdeu dinheiro com as operações na Bolívia". Essa afirmação foi feita ao integrantes da Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados, em Brasília.Gabrielli disse que não era verdadeira a informação de que a companhia teria pedido inicialmente US$ 200 milhões para vender as duas refinarias da empresa na Bolívia para a estatal YPFB. "Essa informação é falsa", afirmou. As refinarias foram vendidas por US$ 112 milhões, em duas parcelas.O presidente da estatal disse que os US$ 112 milhões refletiram os ganhos futuros das unidades. Ele ressaltou que os US$ 102 milhões que a Petrobras pagou em 1999 pelas refinarias já foram recuperados. "De 1999 para cá, as refinarias deram lucro. O investimento pagou-se", disse Gabrielli.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.