Petrobras não repassará aumento do petróleo

O presidente da Petrobras, José Sérgio Garbielli, reafirmou a investidores em Nova York que a empresa não repassará ao Brasil cada aumento que o petróleo sofre no mercado internacional. Na manhã desta quarta-feira, o executivo replicou para investidores a apresentação do Plano de Negócios para o período de 2007 a 2011, divulgado na semana passada no Brasil.Gabrielli observou que a Petrobras planeja iniciar, em 2011, a produção de petroquímicos a partir da utilização de óleo pesado, o que caracteriza o uso de uma nova tecnologia, uma vez que o modo tradicional de produção deriva da nafta. Enquanto o executivo avalia que a empresa venderá petróleo para o mercado internacional e tem planos de reduzir a importação de petróleo leve, ele pondera que a estatal continuará importando este tipo de petróleo para contemplar parte das necessidades do País pelo óleo leve.Durante a apresentação, Gabrielli acrescentou que a empresa não quebrará os contratos existentes com a Bolívia e garantiu que não há problemas, no curto prazo, com o fornecimento de gás boliviano. Contudo, ele afirmou que novos incrementos de gás no Brasil devem vir da produção doméstica.Na próxima quinta-feira, o executivo apresenta o plano de negócios em Boston e, na sexta-feira, em Londres.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.