Petrobras negocia exploração na Argentina

A Petrobras informou nesta quinta-feira que "está em processo de assinatura" de um contrato com a estatal Energia Argentina (Enarsa) e outras companhias do setor energético para exploração de hidrocarbonetos na plataforma marítima argentina. O investimento, que deve levar cerca de cinco anos em obras, está orçado em US$100 milhões. A iniciativa prevê uma participação de 25% da estatal brasileira e de 35% da Enarsa. O projeto responde a uma carta de intenções assinada em janeiro e envolve também a hispano-argentina Repsol-YPF e a Petrouruguay, uma filial da estatal uruguaia ANCAP. A Enarsa, segunda maior companhia petrolífera do mercado argentino, atrás apenas da Repsol-YPF, afirmou que "com a assinatura destes acordos" seu investimento na prospecção off shore (implantação de companhias fora do, país de origem de seus dirigentes) "poderá alcançar os US$ 100 milhões nos próximos cinco anos". A Enarsa, criada pelo governo de Nestor Kirchner em 2004 para intervir nos negócios de todo o setor energético do país, é proprietária dos direitos de exploração de hidrocarbonetos em uma zona da plataforma marítima do país de um milhão de quilômetros quadrados de extensão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.