Petrobras negocia novo contrato com distribuidoras de gás

O diretor de Gás e Energia da Petrobras, Ildo Sauer, comentou nesta quarta-feira que a estatal está negociando com as distribuidoras de gás de todo o País um novo modelo de contrato de fornecimento do combustível. O novo contrato contará com quatro tipos diferenciados de venda do gás: firme, flexível, interruptível e preferencial.No primeiro deles, estarão os clientes que só podem operar com gás natural. No segundo, os que são bicombustíveis, que podem receber óleo diesel, óleo combustível ou GLP em substituição ao gás natural. Já o terceiro trata dos contratos que serão formados pela Petrobras quando houver sobra de gás e a empresa puder vender a qualquer preço, "desde que não saia perdendo", como frisa o diretor.O quarto tipo de contrato será destinado a usinas termelétricas. "É aquele contrato que permitirá ao cliente me exigir de imediato o fornecimento e terei que apelar ao GNL, por exemplo, como no caso de usinas termelétricas que tenham que despachar devido a uma queda nos reservatórios", explicou. O novo tipo de contrato ainda não foi fechado com nenhuma das distribuidoras. O diretor participou de solenidade de troca do nome da Usina Macaé Merchant para Usina Mario Lago.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.