Petrobras negocia US$ 10 bi com a China

A Petrobras negocia novo empréstimo bilionário com Banco de Desenvolvimento da China (BDC). Duas fontes afirmaram que, além do BDC, a estatal negocia linhas de financiamento com outras instituições, como o Bank of China e o Industrial and Commercial Bank of China. A Petrobras negou a informação do novo crédito. Há um ano, o BDC concedeu crédito de US$ 10 bilhões à Petrobras. Em troca, a estatal assinou um contrato de fornecimento de petróleo por dez anos com a estatal chinesa Sinopec, que previa a entrega de 150 mil barris por dia no primeiro ano e 200 mil barris por dias no período restante.

AE, Agencia Estado

27 de maio de 2010 | 08h44

Segundo a assessoria de imprensa da Petrobras, as informações do Diário do Povo e do Global Times, ambos ligados ao Partido Comunista, atribuídas à Sinopec, se referem ao contrato firmado no ano passado e não a outro financiamento. A estatal também nega que negocia novos empréstimos com os chineses. As fontes ouvidas pela reportagem afirmam que o valor do financiamento em negociação gira em torno de US$ 10 bilhões e teria como garantia a entrega de petróleo. Mas antes de fechá-lo, a estatal precisa ter segurança de que terá produção suficiente para entregar volume próximo de 400 mil barris por dia de petróleo para a China sem prejudicar o suprimento de outros mercados. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoPetrobrasChinaempréstimo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.