Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Petrobras oferecerá até 2009 diesel com menos enxofre

A Petrobras informou hoje que, até 2009, fornecerá diesel com teor reduzido de enxofre (50 ppm), a ser utilizado em veículos pesados. "Esses veículos adotarão uma nova tecnologia para se adequarem às exigências da fase P-6 do Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores (Proconve), instituído pelo Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama)", disse a estatal, em comunicado. "Para atingir essas metas, a Petrobras vai investir R$ 9 bilhões até 2012, em unidades de hidrotratamento de diesel."A companhia detalhou no aviso que a Resolução Conama nº 315, de 2002, estabeleceu os limites de emissões a serem atendidos pelos veículos leves e pesados em 2009, mas não definiu a qualidade dos combustíveis - decisão que coube à Agência Nacional do Petróleo (ANP), por meio da Resolução nº 32, de outubro de 2007. "A tecnologia automotiva para atendimento da fase P-6 deverá utilizar um sistema de pós-tratamento dos gases de escapamento, à base de uréia, que na Europa utiliza um diesel com teor de enxofre de 50 ppm."A Petrobras disse que participa do Proconve desde o início, em 1986, e tem cumprindo todas as metas de qualidade previstas. Para tanto, afirmou, investe na redução do teor de enxofre do diesel desde o início do programa. O teor de enxofre do diesel, no inicio da década de 90, era de 13.000 ppm e, atualmente, é de 500 ppm.A estatal afirmou que fornecerá o diesel com 50 ppm de enxofre assim que os veículos que atendam a fase P-6 do Proconve estiverem no mercado.

AE, Agencia Estado

27 de novembro de 2007 | 14h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.